Local Government Profile
Campinas (São Paulo) - Brazil
 
 
JONAS DONIZETTE
MAYOR
Campinas continuará alinhada com a Campanha Mundial para Redução de Desastres,buscando a transformação constante em uma cidade mais resiliente e acima de tudo humana e auxiliando as demais cidades que buscam o nosso apoio.
Website of the city : www.campinas.sp.gov.br
Size : 794,43 km² sq km
Population : 2013 - 1.112.050
Part Of : Sao Paulo
Hazards : Drought, Epidemic & Pandemic, Flood, Land Slide, Storm Surge, Technical Disaster, Wild Fire
ROLE MODEL CITY

investment in risk mapping and implementation of early warning systems (investimentos em mapeamento de áreas de riscos e a implantação de um sistema permanente de alerta prévio)

HAZARD AND VULNERABILITY PROFILE
18 Setores de Risco de inundação, deslizamento e erosão;
DISASTER AND RISK REDUCTION ACTIVITIES
Campinas pode ser vista como modelo em investimentos em mapeamento de áreas de riscos e a implantação de um sistema permanente de alerta prévio, possuindo trinta e três sensores monitorados vinte e quatro horas, sendo eles radares e estações meteorológicas, além de outros sensores eletrônicos e mecânicos. Outro fator relevante é o mapeamento de áreas de riscos, realizado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas - IPT e reavaliados em 2013 pelo CPRM (Instituto Geológico do Brasil,órgão do governo federal ); isso trouxe um dado positivo de redução de 75 áreas de risco para 30 áreas (hoje agrupadas em 18 áreas de risco) em dez anos e a conseqüente diminuição de mortes,feridos e desabrigados. No dia 17 de fevereiro de 2003, a região metropolitana de Campinas foi atingida por forte temporal, deixando um rastro de destruição e mortes em pelo menos cinco cidades. A cidade de Campinas foi a mais atingida em números de mortos, desabrigados e desalojados, com 75 pontes e travessias destruídas, atingindo mais de 100 estabelecimentos comerciais. No ano 2005, a Prefeitura realizou um Estudo de Prospecção de Cenários para um período de 10 anos, com missão de analisar o estudo “ Defesa Civil na redução de desastres”, com a finalidade de apresentar os Cenários possíveis e levantar sugestões de Ações Estratégicas a serem implementadas para a redução de riscos de desastres. Esse estudo gerou toda uma reorganização do Sistema Municipal de Proteção e Defesa Civil que passou a ser ligado diretamente ao Gabinete do Prefeito que assumiu a responsabilidade pela coordenação e planejamento das ações relacionadas com a redução de desastres e investiu muito em mapeamento de área de riscos e principalmente capacitação e aperfeiçoamento de recursos humanos para o cumprimento de metas estabelecidas no Estudo de Prospecção de Cenários. Implantação do Sistema de Alerta de Desastres de Campinas O município reformulou todo o “Sistema de Alerta de Desastres”, ampliando a rede de monitoramento climático e meteorológico, com a utilização de vários sensores e a utilização de informações de 2 radares meteorológicos. Atualmente se utiliza das seguintes ferramentas de Sistema de Alerta de Defesa Civil que realiza a adaptação e transmissão de dados para o TerraMA2, desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais -INPE e que provê serviços para busca de dados atuais através da internet e sua incorporação à base de dados do sistema de alerta; serviços para tratar/analisar em tempo real dados novos e verificar se uma situação de risco existe, através de uma comparação com mapas de risco ou de um modelo definido; serviços para executar/editar/criar novos modelos de risco e alerta; serviços para criação e notificação de alerta para os usuários do sistema em operação. Todos esses sistemas começam a ser compartilhados com os municípios da região de Campinas, visando sempre a ação de redução de desastres, como uma ação integrada e regional. O Centro de Gerenciamento de Desastres de Campinas – CGD trabalha integrado com o Centro de Gerenciamento de Emergência do Estado de São Paulo, emitindo boletins climatológicos e meteorológicos de alerta para 90 cidades da região de Campinas.O CGD está instalado no Centro Integrado de Monitoramento de Campinas – CIMCAMP, que funciona 24 horas e integra diversos órgãos públicos relacionados com segurança pública.trânsito,Saúde,Fiscalização e Defesa Civil e opera com mais de 300 câmeras de monitoramento espalhadas em pontos estratégicos da cidade. Para manter todo essa estrutura em pleno funcionamento, foi estruturado desde de 2005, um Programa de Capacitação Continuada de Agentes e da Comunidade em geral, realizamos 35 Operações Simuladas de Desastres e Cursos gratuitos e com vagas disponibilizadas que foram disponibilizadas para 33 municípios do Estado de São Paulo, com seguintes temas: Curso de Formação de Agente de Defesa Civil – CFA, Curso de Formação de Gestores de Defesa Civil, Curso Jogos de Desastres e o Curso de Proteção Comunitária, que é destinado aos Núcleos de Defesa Civil e a comunidade em geral. A conjugação de esforços entre o governo local,estadual,federal e a comunidade, foi possível incrementar a capacidade de monitoramento, elaboração de alertas e gestão de riscos de desastres naturais no Município de Campinas.
Campinas
https://www.youtube.com/watch?v=ul6BSG2z7As
CAMPINAS RESILIENTE
http://www.youtube.com/watch?v=127go6eCupY
CIDADE RESILIENTE
http://www.youtube.com/watch?v=127go6eCupY
PALESTRA EM MANAUS
http://noticias.band.uol.com.br/cidades/amazonas/noticia/?id=100000665603